POLÍTICAS PÚBLICAS E PESQUISA
COMPETITIVIDADE

A fim de apoiar uma série de iniciativas para melhorara competitividade regional, a CAFcriou o Programa de Apoio à Competitividade, em 1999, dentro de um esforço coordenado e transversal dediferentes áreas da CAF para apoiardireta e indiretamente amelhoria do ambiente competitivo da região.

Dentre suas atividades, o PAC desenvolve e apóia diversas atividades de divulgação sobre asquestões da competitividade na região.

Em paralelo, o Programa tem se concentrado nodesenvolvimento de projetos em conjunto com os governos, empresários e membrosda academia.

O PAC oferece assistência técnica e financeira gratuita a projetos que visam à criação de vantagens competitivas como um dos mecanismos para alcançar níveis maiores dedesenvolvimento e bem-estar para a maioria da população.

Com base naexperiência adquirida e nas demandas da região, o Programa de Apoio à Competitividade centrou-se no apoio dasseguintes áreas de trabalho:

  • Desenvolvimento declusterse de capacidades produtivas e comerciais: busca contribuir para a confiança, a cooperação e a capacidade de associação entre os diferentes atores nos clusters, tais como universidades, empresas, fornecedores, distribuidores, organizações de apoio financeiro e não financeiro, organizações científicas e tecnológicas, organizações públicas, associações, entre outros. Alguns exemplos de intervenções do PAC neste ponto têm sido os programas de desenvolvimento de fornecedores e distribuidores, programas de certificação de qualidade de acordo com as normas internacionais, o desenvolvimento de consórcios de exportação, os programas de melhoramento de logística, entre outros.
  • Promoção da capacidade empreendedora: busca a melhoria do ambiente empresarial, possibilitando a geração de novas idéias de negócio, bem como a consolidação de empresas competitivas existentes na região. Nesta área, o PAC tem promovido o fortalecimento de incubadoras e pré-incubadoras  na região; concursos de idéias empreendedoras; e planos de negócios; o programa tem contribuído para o estabelecimento de redes universitárias de atendimento ao empreendedor, aulas virtuais e presenciais de empreendedorismo, e temgerado conhecimento para fins acadêmicos nas áreas de empreendedorismo.
  • Melhoramento do ambiente de negócios: busca contribuir com a redução das principais barreiras que restringem o desenvolvimento empresarial  na região, tais como os entraves administrativos encontrados nas instituições. Nesta área, o PAC tem apoiado o desenvolvimento de estudos que permitiram a identificação de barreiras para fazer negócios nos países da região e de projetos que têm promovido a simplificação, sistematização eletrônica, e redução das barreiras administrativas  que afetam a atividade produtiva.

Para serem beneficiados, os projetos devem produzir resultados concretos em sua área de atuação, ser auto-sustentáveis e gerar externalidades tais como ter um efeito demonstrativo sobre como elevar o nível de competitividade na região.

A duração dos acordos de cooperação varia entreseis meses e dois anos. A participação financeira do PAC varia de acordo com a natureza do projeto e, em todos os casos, os beneficiários devem assumir parte dos custos das iniciativas, bem comocompromissos não financeiros para sua execução.